Se Deus está comigo, por que isso aconteceu?

“Se o Senhor está conosco, por que tudo isso aconteceu conosco?” (Juízes 6:13).

Gideon fez a pergunta há milhares de anos, e nós a fazemos desde então. Todos nós não fizemos essa pergunta secretamente, se não em voz alta, em algum momento do sofrimento?

“Eu me perguntava por que as coisas difíceis aconteceram quando um Deus amoroso estava no controle.” Twitter Tweet Facebook Compartilhe no Facebook

Os israelitas ficaram desanimados com a contínua opressão dos midianitas. Para muitos, como Gideon, essas dificuldades não faziam sentido se Deus realmente estivesse com seu povo. Eles ouviram as histórias do poder de Deus, mas, como nunca o viram, duvidaram da presença dele. É por isso que Gideão perguntou ao anjo do Senhor, quase sarcasticamente: “Onde estão todas as suas obras maravilhosas que nossos pais nos contaram?” Ele seguiu sua pergunta com um desespero sombrio: “Mas agora o Senhor nos abandonou” (Juízes 6:13 )

Olhando para as circunstâncias, Gideão não viu nenhuma evidência de que Deus estivesse lá ou que Deus se importasse.

Por quê isso aconteceu?

Durante anos me senti como Gideon. Eu me perguntava por que coisas difíceis aconteceram quando um Deus amoroso estava supostamente no controle. Quando as pessoas me disseram que Deus me amava, pensei: Se Deus me ama, por que isso aconteceu comigo?

Como sobrevivente da poliomielite desde a infância, realizava várias cirurgias a cada ano, morando dentro e fora do hospital. Ao longo da minha infância e adolescência, eu estava convencido de que um Deus bom não podia me amar e me ver sofrer. Então, concluí que Deus não era bom, não existia ou não se importava. Se ele era bom e se importava comigo, então por que tudo isso aconteceu comigo?

Mas quando eu tinha 16 anos, Deus em sua misericórdia respondeu a essa pergunta ao longo da vida por meio de João 9. Sua resposta foi simples e direta: “para que as obras de Deus sejam exibidas” (João 9: 3). E com essa revelação, meu mundo mudou.

Uma pequena palavra nos diz

Eu me consolava com a verdade de que Deus estava comigo e podia usar meu sofrimento para demonstrar sua glória, mas quando surgiam novas lutas, às vezes eu voltava à pergunta familiar: se o Senhor está comigo, por que tudo isso aconteceu?

“Eu concluí que Deus não era bom, não existia ou não se importava.” Twitter Tweet Facebook Compartilhe no Facebook

Depois que meu filho morreu, me senti abandonado por Deus. Se Deus me amou, por que ele não poupou a vida de Paulo? E depois que meu marido me deixava, eu gritava na escuridão: "Deus, se você me ama, por que está deixando isso acontecer comigo?"

Essas perguntas devem ter encantado Satanás. Satanás transforma a verdade em dúvida com essa pequena palavra: se . A tentação de Satanás por Jesus começou com as palavras " Se você é o Filho de Deus" (Mateus 4: 3). Satanás e Jesus sabiam que Jesus era o Filho de Deus. Todos no batismo de Jesus sabiam que ele era o Filho de Deus (Mateus 3:17). No entanto, quando Jesus estava sozinho no deserto, Satanás o tentou a duvidar do que ele inegavelmente sabia que era verdade.

O Senhor está com você

Satanás nos tenta da mesma maneira. Quando nossas orações aparentemente não são respondidas, Satanás quer que desconfiemos de Deus e questionemos suas promessas. Satanás quer que duvidemos da bondade de Deus e exija prova de seu amor, incitando-nos a perguntar: “Se Deus me ama, por que estou sofrendo?” Ou, como Gideão perguntou: “Se o Senhor está conosco, por que isso aconteceu? ?

Se o Senhor está conosco? Se Deus me ama? Essas declarações nunca devem ter um "se" diante delas. A presença e o amor de Deus são garantidos para aqueles em Cristo. Quando Satanás nos tenta a questionar o caráter de Deus, devemos permanecer firmes na verdade das Escrituras.

Em Cristo, sabemos que Deus está sempre conosco. "Embora eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei o mal, pois você está comigo" (Salmo 23: 4). Jesus diz: “Eis que eu estou convosco sempre até o fim dos tempos” (Mateus 28:20). Ele nunca nos falhará ou nos abandonará.

Resultados de Seu Amor

Nosso Senhor nos ama extravagantemente. Deus diz: "Eu te amei com um amor eterno" (Jeremias 31: 3). Jesus diz: “Como o Pai me amou, eu também te amei” (João 15: 9). No amor, Deus enviou seu próprio Filho para morrer por nossos pecados. Nada pode nos separar do seu amor.

“Toda prova que você passa pelas mãos amorosas de Deus.” Twitter Tweet Facebook Compartilhe no Facebook

Toda a Escritura nos assegura que Deus está conosco e que Ele nos ama. Muitos de nós conhecemos essa verdade desde a infância: “Jesus me ama - isso eu sei. Pois a Bíblia me diz isso. ”Com garantias em todos os lugares, precisamos reformular nossa pergunta, perguntando:“ Porque Deus me ama, então por que isso aconteceu? ”

Porque Deus me ama. Esta frase muda tudo. Reorienta meu coração. Isso me transforma em Deus. Quando me baseio na verdade de que Deus me ama, vejo minha situação sob uma nova lente. Em vez de questionar o amor dele, procuro alinhar meus pensamentos e ações com os dele, sabendo que tudo em minha vida é resultado de seu amor e sua presença, não de seu desfavor ou ausência.

Em vez de insistir que Deus me responda, posso me perguntar: O que Deus está fazendo no meu sofrimento? O que posso aprender com este teste?

Recebendo Provações com Fé

Com essa nova perspectiva, acreditando pela fé que minhas provações são dadas por amor, posso deliberadamente procurar o bem que Deus está trazendo do meu sofrimento.

Às vezes é difícil ver o bem. E o pouco que vejo pode parecer insignificante em comparação com a dor que estou sofrendo. É então que devo me lembrar que minhas aflições estão produzindo "um peso eterno de glória além de qualquer comparação" (2 Coríntios 4:17). E Deus tem um propósito em cada um deles.

Embora possamos não aprender o propósito específico por trás de cada luta, sabemos que Deus usa o sofrimento para aumentar nossa dependência dele. Aprofundar nossa fé e nos aproximar dele. Refinar nosso caráter, preparar-nos para o ministério, confortar os outros com o conforto que recebemos. E quando nos regozijamos nele mesmo com a dor, Deus é glorificado.

Deus não ama sofrer

“Deus não ama seu sofrimento. Ele te ama. ”Twitter Tweet Facebook Compartilhe no Facebook

Deus não ama o seu sofrimento. Ele te ama. Ele andará com você pelos vales mais sombrios e nunca o abandonará.

Quando Deus traz provações à sua vida, não questione o amor dele nem se afaste. Deus está fazendo algo de tirar o fôlego em você, por você e através de você. Como o Senhor está com você e porque o ama, tudo o que acontece com você é preenchido com um propósito divino. Toda provação que você suporta passa pelas mãos amorosas de Deus. E um dia, quando sua fé se tornar visível, você agradecerá a ele por todas as dificuldades.

Recomendado

A Chave para a Vida Cristã
2019
Dissipar os mitos sobre a Síndrome de Down
2019
A insanidade do 'autocuidado'
2019