Prestar a César as coisas de César

Jesus disse isso quando Tiberíades era o César de Roma. Ele era um bom administrador, mas é claro que ele não era cristão. Ele não conhecia nenhuma influência cristã, pois o cristianismo nasceu durante seu reinado. Aparentemente, Jesus estava chamando os judeus para render a um César pagão algum tipo de honra.

Todo o ditado é assim: “Prestar a César as coisas que são de César e a Deus as coisas que são de Deus.” O que é Deus? A resposta: Tudo é de Deus. Portanto, o que parece ser o seguinte: quando você percebe que toda a vida, incluindo todos os direitos, poderes e posses de César, pertence a Deus, então você estará em um estado de espírito adequado para prestar a César o que é de César.

Quando você sabe que tudo é de Deus, qualquer coisa que você render a César você renderá por causa de Deus. Qualquer autoridade que você atribuir a César, atribuirá a ele por causa da maior autoridade de Deus. Qualquer obediência que você der a César, você prestará por causa da obediência que você deve primeiro a Deus. Qualquer afirmação que César faça sobre você, você testa a afirmação infinitamente superior que Deus tem sobre você.

A prestação a César é limitada e definida pela prestação a Deus. O que é de César é determinado pelo fato de que tudo é o primeiro de Deus, e só se torna de César pela permissão e desígnio de Deus. Somente Deus decide o que é uma prestação justa e limitada a César. A única razão pela qual Deus ordena os direitos de um César é por causa de Deus.

Assim, Pedro diz: “Seja sujeito, por amor do Senhor, a toda instituição humana, seja para o imperador como supremo, seja para os governadores enviados por ele” (1 Pedro 2: 13-14). “Pelo amor de Deus” é a maneira de Pedro dizer: “Tudo é de Deus; e isso limita o que é de César e como você o entrega a ele. ”Ou seja, não dê a César nada que você não possa prestar por causa do Senhor.

Pedro e Jesus estão pedindo que os cristãos tenham a mentalidade de um estrangeiro e um proprietário ao mesmo tempo. “Viva como pessoas livres, não usando sua liberdade como uma capa do mal, mas sendo servos de Deus.” Somos servos de Deus, não servos de qualquer governo. Somos livres de todos os governos e instituições humanas, porque pertencemos ao dono do universo e compartilhamos dessa herança (“companheiros herdeiros de Cristo”). Somos alienígenas nos EUA; servimos o dono do mundo.

Deus nos criou e nos comprou para si (1 Coríntios 6:20). Nós somos escravos de nenhum homem e nenhum governo (1 Coríntios 7: 22-23). Nossa cidadania está no céu (Filipenses 3:20). Somos estrangeiros e exilados na terra (1 Pedro 2:11). Não estamos “em casa” aqui, mas aguardamos o Senhor do céu (2 Coríntios 5: 8).

Nesta liberdade do mundo e de César, Deus nos envia por uma temporada de volta às estruturas e instituições “estrangeiras” da sociedade para testemunhar que elas não são definitivas, mas Deus é. Devemos viver as idéias alienígenas de outro reino no meio de nossa terra. Sempre haverá tensão quando vivemos nesses dois reinos. Mas Deus nos manda não sair.

Cuidado para não render demais a César, como Pilatos (João 19:12). E quando você render a César, faça-o apenas "por amor do Senhor". Se não puder, não faça. Que o Senhor nos dê graça e sabedoria para ser o sal e a luz de Deus em uma terra estrangeira.

Pastor John

Recomendado

Salmo 119: O poder da palavra que dá vida
2019
O Bom Presente Indesejável da Singularidade
2019
Pergunte ao Pastor John Podcast Relançar
2019