Belém: Casa do Pão

Mais de três quartos da nossa Bíblia cristã estão escritos em hebraico. O restante (o Novo Testamento) está escrito em grego. Oh, quão agradecidos devemos ser pelos homens e mulheres que se dedicaram a dominar essas línguas, para que traduções confiáveis ​​e comentários úteis possam ser escritos para aqueles que hoje não sabem ler a Bíblia em hebraico e grego originais! Nunca menosprezemos os estudos e a erudição! Se não fosse por estudiosos, não haveria Bíblia em inglês!

Também não devemos pensar que a tarefa acadêmica acabou por dois motivos:

1) Há muitos lugares na Bíblia que são impossíveis de entender precisamente porque o vocabulário ou gramática original ainda é obscuro para os estudiosos. Muitas vezes, na parte inferior da página, você vê uma nota que diz "Hebraico obscuro" ou "Hebraico incerto" (por exemplo, no livro de Jó). O que significa que os estudiosos não têm evidências suficientes para decidir o que significa uma palavra ou frase hebraica. Mas talvez encontremos essa evidência. E assim deve haver estudiosos bíblicos sérios que se dedicam a tais trabalhos.

2) A outra razão pela qual a tarefa acadêmica não terminou é que nossa língua inglesa continua mudando, portanto novas traduções são necessárias de vez em quando. Nesses momentos, dependemos daqueles que sabem grego e hebraico para orientar esses projetos de tradução (como a recente Nova Versão Internacional).

Por essas e outras boas razões, a tarefa dos estudos bíblicos nunca é concluída. Portanto, se você tem um filho ou conhece jovens que tendem a seguir uma vocação acadêmica, não os desencoraje. Eles são servos essenciais no corpo de Cristo. Deus não permita que estejamos sempre entre aqueles que consideram irrelevantes o empreendimento acadêmico! Devemos bater na mão que nos alimenta?

Não em Belém, a “casa do pão!” Em hebraico, Belém é duas palavras e significa “casa” ( Beth como em Belém, “casa de Deus”) e “pão” ( lehem ). A língua hebraica é lida da direita para a esquerda e, portanto, Belém é assim escrito:

casa de pão

Os pontinhos são as vogais. As letras grandes são as consoantes. Portanto, somos uma “casa de pão”. Oh, para que as pessoas sempre se alimentem de Cristo, o Pão vivo, quando vierem a Belém! Podemos todos ser nutridos não apenas pelo pão natural, mas "por toda palavra que sai da boca do Senhor" (Deuteronômio 8: 3)! Mas sim também pelo pão natural, como na igreja primitiva: "Eles se dedicaram ao ensino e à comunhão dos apóstolos, ao partir o pão e às orações" (Atos 2:42).

Podemos ser um povo com corações grandes o suficiente para abraçar com gratidão o empreendimento acadêmico e a simples alegria de partir o pão juntos? Que grande exemplo seríamos!

Recomendado

Antes de acreditar, você pertencia
2019
Vamos encontrar "graça por uma ajuda oportuna" juntos
2019
Cantando para silenciar o inimigo
2019